4 dicas para você parafusar madeira como um marceneiro profissional

O parafusamento é uma das atividades mais comuns tanto para marceneiros profissionais quanto para os de fim de semana. Usar a técnica certa para o trabalho faz toda a diferença para a qualidade do resultado final.

Quais os benefícios de se fixar a madeira de maneira correta?

Parafusar de maneira errada é a causa de vários problemas para quem trabalha com madeira. Usar as técnicas certas traz várias vantagens:

  • Redução do esforço na entrada do parafuso, principalmente para madeiras maciças

  • Menor risco de rachaduras na madeira

  • Maior chance que o parafuso entre no ângulo correto, fortalecendo a fixação

Quais as opções existem quando o assunto é parafuso de madeira?

Existem muitas variáveis possíveis para escolher um parafuso de madeira: diâmetro, comprimento, tipo de rosca e tipo de ponta são só algumas das varáveis que existem.

Porém, para a maioria das situações sua escolha pode ser resumida em dois numeros: o diâmetro e o comprimento. Exemplo: se você ver um parafuso de 3x30mm na loja isso quer dizer que ele tem 3 mm de diâmetro e 30mm de comprimento.

Qual o melhor jeito de parafusar madeiras?

O melhor método varia conforme o tipo de material, as ferramentas disponíveis, o tempo que se tem para o projeto e até preferências pessoais, porém as dicas abaixo são úteis em quase todas as situações:

Dica 1 - Escolha parafusos com o comprimento certo

O parafuso deve atravessar a primeira peça e penetrar o suficiente na segunda peça de modo a garantir a fixação sem sair do outro lado.

  • É prudente escolher um comprimento pelo menos duas vezes maior que a espessura da primeira peça. Exemplo: se a primeira peça de madeira a ser parafusada tiver 15 mm de espessura, o parafuso deve ter pelo menos 30 mm de comprimento

  • Compense com mais parafusos caso não seja possível a configuração acima sem atravessar a segunda peça

  • Caso a força exercida na peça final seja muito alta e na mesma direção do parafuso é prudente aumentar o comprimento do parafuso (ex: três vezes maior que a espessura da primeira peça)

Dica 2 - Escolha parafusos com o diâmetro certo

O parafuso não pode ser tão grosso de modo a rachar a madeira e nem tão fino para não dar fixação suficiente

  • Aqui é igual escalação da seleção: cada um tem a sua. Usamos a tabela abaixo:

  • Madeira de até 12mm - diâmetro do parafuso de 3.0 mm

  • Madeira de 15 a 18 mm - diâmetro do parafuso de 3.5 mm

  • Madeira de mais de 18 mm - diâmetro do parafuso de 4.0 mm

  • Caso a força exercida na peça final seja significativa e na direção contrária do parafuso é prudente aumentar o diâmetro do mesmo

Dica 3 - Marque o local da furação

Marcar a peça antes de furar é importante para reduzir o risco de rachaduras. Acompanhe o exemplo abaixo:

  • Meça a espessura da segunda peça, onde o parafuso irá entrar pela borda​​SML

  • No caso acima, a espessura é de 1,2 cm ou 12 mm

  • Faça um risco a uma distancia de 6 mm da borda (ou metade do valor encontrado acima) na primeira peça

  • Utilize a marcação feita para inserir os parafusos

Dica 4 - Faça um furo piloto

O furo piloto é fundamental para reduzir o risco de danificar a peça, reduzir o esforço necessário e aumentar o potencial de fixação. Aprenda a fazer o seu acompanhando os passos abaixo:

Passo 1 - pré-furo

- Faça um pequeno furo na madeira batendo levemente a ponta de um prego

- Esse furo irá facilitar o posicionamento da furadeira durante toda a furação

Passo 2 - Escolha da broca

​- Escolha uma broca de madeira com diâmetro menor que a rosca do parafuso a ser inserido

- A broca precisa ser mais fina para que a rosca do parafuso faça seu trabalho corretamente

Passo 3 - Realização do furo piloto

- Utilize uma furadeira para realização do furo piloto no local do furo guia

- Caso não tenha uma furadeira disponível você também pode usar uma verruma para fazer o furo piloto

- Se não tiver nem furadeira e nem verruma você pode fazer o furo piloto com um prego de diâmetro menor que o parafuso para quebrar um galho

Dicas Bônus - atrito e furo passante

As dicas abaixo foram contribuições dos nossos amigos fazedores. Muito obrigado pela contribuição pessoal!

  • Atrito: se mesmo com as dicas acima ainda tiver dificil inserir o parafuso na peça utilize uma substância auxiliar. De preferência cera de abelha (dica do fazedor Antonio Roberto), graxa, vaselina (dicas do fazedor Arno Saints) ou parafina (dica do fazedor Almério). Use sabão (dica do fazedor Celso) apenas em ultimo caso, devido ao risco de enferrujamento.

  • Furo passante: esse é uma variação mais avançada de furo piloto e foi dica do fazedor José Claudecir

  • Pra furar a primeira peça de madeira escolha uma broca de diâmetro maior que a rosca do parafuso e menor que sua cabeça

  • Faça o furo da segunda peça como foi recomendado no artigo acima, dessa forma a rosca do parafuso atua apenas na segunda peça

  • Esse modo, apesar de um pouco mais trabalhoso, garante que não fique nenhum espaço entre as peças de madeira ao final da fixação

  • Uso da parafusadeira: caso for usar uma parafusadeira, comece no primeiro parafuso com um torque bem leve e vá aumentando até achar o ideal. Use esse mesmo torque para fazer fixações semelhantes (dica do fazedor Laerte Vieira

Conclusão

Não há fórmula mágica quando o assunto é fixação de madeira com parafusos, mas esperamos que as dicas acima te ajudem a melhorar o resultado dos seus trabalhos

Leia Mais

Como esconder parafusos na madeira

Como escolher a melhor Furadeira Parafusadeira

5 dicas e truques para sua Furadeira